01.07.2013

Mais de 120 técnicos de 26 Tribunais de Contas participam em Brasília (DF) do Seminário “O Controle Externo e os Regimes de Previdência” – Ministério da Previdência Social e Tribunais de Contas unidos em prol da sustentabilidade dos Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS). O evento foi aberto nesta quinta-feira no auditório do MPS e segue nesta sexta-feira durante todo o dia.

Estiveram presentes o presidente do Instituto Rui Barbosa, Severiano Costandrade, o secretário de Políticas de Previdência Social do MPS, Leonardo Rolim, o presidente do Comitê de Atos de Pessoal e Previdência do IRB, Domingos Taufner, o presidente da Associação Brasileira de Instituições de Previdências Estaduais e Municipais (Abipem), Valter Borigi, e o presidente da Associação Nacional de Entidades de Previdência dos Estados e Municípios (Aneprem), Heliomar Santos. Representando a Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), participou o auditor substituto de conselheiro, Ronaldo Ribeiro de Oliveira.

Em seu discurso de abertura, o presidente do IRB pediu atenção especial dos técnicos para a fiscalização dos RPPS. “Se mal administrados, podem (os RPPS) queimar dinheiro público com uma facilidade ímpar. Para isso, os órgãos de controle devem estar absolutamente atentos. Mas para estarmos atentos, antes, é fundamental que nos aprofundemos, que conheçamos os pormenores e que estejamos harmonizados com nossos parceiros do MPS”, afirmou Severiano Costandrade.

Logo após a cerimônia de abertura, foi ministrada a primeira palestra do dia, pelo conselheiro Domingos Taufner, do Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo. O presidente do Comitê de Atos de Pessoal e Previdência do IRB falou sobre "Aspectos Gerais e Formas de Gestão". Ele foi sucedido pelo auditor Ronaldo Ribeiro de Oliveira, do TCE/MT, que discorreu sobre o tema “Os Tribunais de Contas e a Auditoria Previdenciária".